domingo, 29 de setembro de 2013

ADMIRÁVEL MUNDO NOVO

http://agenciaeternity.wordpress.com/2013/09/06/50-reveladoras-ilustraciones-de-pawel-kuczynski-sobre-el-ironico-mundo-en-el-que-vivimos/
Estamos mais para “Admirável Mundo Novo” e seus códigos livres de prazeres, prendendo-nos pelo desejo, liberando nosso gozo, do que para “1984” e seu “big brother” vigiando nosso gozo.

Está provado na televisão que não deixamos de gozar só porque tem uma câmera nos filmando, nos vigiando... Ao contrário, até nos estimula. Perdemos o senso entre público e privado onde o privado tonou-se público em nome da fama e tíquetes (dinheiro) para o “País das Maravilhas”.

Não podemos mais pensar a sociedade dividida entre “direita” e “esquerda” e perceber uma conexão dos fatos onde “direita” e “esquerda” se mesclam até não mais sabermos quem é cria e quem é criador.


O mundo agora é outro. Ficamos burros musicalmente cujas referencias eternas são as mesmas caras vendo “o sol beijando o mar” na Barra. Então lobão diz à verdade através de uma mensagem codificada de um pesquisador relacionista alquimista das ideias. Uma troca possível, para quem consegue acompanhar, pra quem tem uma boa observação. Imagem de um mundo ciborgue que tem a “visão” como verdade a partir do testemunho dos videocassetes. 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

TECNOLOGIA PANÓPTICA

A MATRIX na verdade é o mundo global criado a partir da informação. Informações periféricas enviadas para um centro de controle que a distribuí completamente de acordo com os interesses de quem a controla. Tais informações são distribuídas a sociedade como forma de manipular e controlar o mundo através da distância. A partir daí nada mais é o que realmente parece ser. Mentiras tornam-se verdades englobando todo o mundo numa esquizofrenia paranoide a partir do controle informacional (crise de pânico). Um mundo governado pela informática cujo objetivo é o controle populacional em grande escala através do encurtamento da distância. Construção de uma grande piramide virtual em nossas cabeças controlada pelo "olho de hórus" no seu topo. Para sair da MATRIX é preciso decodificar os códigos informáticos que circulam dentro das nossas cabeças através da mídia que dão sustentação a pirâmide virtual do mundo global. Processo perigoso por se tratar de uma identidade absoluta entre mente e corpo.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

DESTERRITORIALIZAÇÃO ABSOLUTA

“A Iluminação é um processo destrutivo. Não tem relação com se tornar feliz ou melhor. Iluminação é a desconstrução da mentira. É ver através das pretensões. É a erradicação completa de tudo que se acredita ser verdade.”
— Adyashanti

Se transmito a verdade por ter sido iluminado, então sou a destruição das certezas inabaladas de um social hipócrita. Dessa forma as pessoas se afastam da luz por não terem a capacidade de recriar seu destino, agora na luz. E assim caminha a humanidade na escuridão...

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

domingo, 22 de setembro de 2013

CONFUSÃO É SEXO

Sadomasoquismos: desejo infinito de explorar os limites do corpo através da violência! "Confusão é sexo", diz o Sonic-Youth na capa do seu primeiro álbum.

Todo conhecimento passa sempre pela violência uma vez que todo conhecimento é uma desterritorialização. A ideia, um afeto, são violências, daí o advento do desejo como prazer, prazer de conhecer...

Tudo é sexual, mas a inteligência é, por excelência, a sublimação do desejo sexual em detrimento da construção social. A catatonia deve está diretamente relacionado ao prazer de conhecer misturado ao sexual. Uma verdadeira confusão de fronteiras.

E não seria esse o papel da clínica, trabalhar nas fronteiras psíquicas entre o real, o imaginário e o simbólico? Mas encontramos atualmente uma deficiência cultural em relação aos símbolos que sustentam uma realidade psíquica saudável entre o real e o imaginário.


Toda capacidade simbólica de uma cultural foi diluída pelas imagens das antenas de TV onde real e imaginários de confundem transformando a ficção em realidade. A ficção social se torna uma realidade quando o símbolo deixa de existir em uma cultura, passando a violência ocupar o espaço de realização do conhecimento real daquilo que é imaginado.

sábado, 21 de setembro de 2013

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

ALTERNATIVA CLÍNICA


No entanto a clínica Ciclotron é um alternativa clínica uma vez que não precisamos mais desse modelo clássico onde as pessoas se afundam no passado e lá ficam por mil anos pendendo para paixão pelo analista por saber segredos demais das suas vidas. 

Para Ciclotron as "tecnologias da comunicação" acabaram com o privado em detrimento ao público. Sabemos que em cada 10 pessoas em nossa sociedade 08 foram abusadas sexualmente pelos pais na infância, tornando isso uma causa pública e não mais privada. 

Quanto mais se falar nisso como algo público, mais rápido o trauma é resolvido e quanto mais privado tal assunto tende a afundar ainda mais o paciente nas mãos do analista. 

Tudo hoje é um grande "bigbrother". Não quer dizer que devemos revelar todos nossos segredos, mas que eles (os segredos) não são mais relevantes e devem ser esquecidos como forma de nos conectarmos ao presente, fazendo com que a vida aconteça, as oportunidades apareçam, se aproximem.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

terça-feira, 17 de setembro de 2013

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

RADICALIZANDO

http://outroscriticos.com/pq-outros-criticos-ed-05/
Sei bem como é isso. Uma arte que resgata o símbolo e remete a um conhecimento que faz pensar a cultura e suas várias vertentes de construção. Produtoras enquadram-se bem nessa crítica em relação à produção artística atual. Agora, depois dessa matéria, entendo porque as nuvens não são tão altas. Minha arte não está subjugada a criação artística de mercado cuja curadoria se torna celebridade ao auxiliar o artista até as nuvens. Ciclotron tem asas.

sábado, 14 de setembro de 2013

A ARTE NÃO É FEITA POR ARTISTAS

Assim como a ciência é feita por políticos a arte também. A máquina do Estado tem como função vigiar uma ciência que é livre por natureza – a ciência nômade. O autodidatismo se constitui como uma “máquina de guerra” que não tem a guerra como principio, mas a guerra entra como defesa contra um Estado que se dirige para eliminar a percepção livre de se movimentar e fazer ciência em benefício de um todo, de uma cultura, de um social. O Estado se caracteriza como uma “máquina de captura” a caçar as partículas livre de saber e construção social nômade da “máquina de guerra”. Por sua vez a “máquina de guerra” tem com arma o afeto, a capacidade de afeta os campos fixados de estagnação do Estado que perpetua a mesmice como forma de manter o poder no prazer de manipular a vida do seu povo cujo destino “encontra-se” em suas mãos.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

INTEGRAÇÃO NATURAL

Na vida social e histórica da nossa civilização as pessoas más são sempre vistas como boas e as boas como más. Os filmes mais instigantes são sempre em cima desse tema e mesmo assim desejamos a maldade porque ela está em posse do poder. 

Mas isso advém da covardia das pessoas não suportarem a verdade e a beleza da existência. Não suportarem uma relação direta com Deus na simplicidade de observar a natureza e contemplar a beleza dos momentos que nos tomam o folego fazendo-nos perceber que existe um coração que bate dentro da máquina e assim a alma é revelada. 

Para cada flor eliminada pela maldade dos homens covardes da Terra sempre nascerá duas em seu lugar até que a maldade não caiba mais em si e a natureza possa seguir seu rumo tranquilo até a morte.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013